Mel Com Cicuta 

Without the aid of prejudice and custom I should not be able to find my way across the room.

 

William Hazlitt  
      

   

« Home | Opinem por favor » | Os homens bons medem-se pela forma como tratam os ... » | Cair... Antes em tentação do que no ridículo. Viv... » | Portugal profundo ou igualdade de direitos » | Há um ano que se destila Mel com Cicuta na blogosf... » | Ouvir Satie à beira da ravina faz destas coisas...... » | "Que seria da sensatez e da sobriedade sem a exper... » | A meia-hora de me fazer à estrada, sozinha, acabo ... » | União de facto » | Vício do jogo (de palavras) »

Reencontros

A medo forço os dois pés. A água está gelada. Mais por missão do que por coragem mantenho o passo firme e abstraio do frio incómodo.
Depois de mergulhar, um silêncio feito de fundo do mar, que afasta de nós os ecos de humanidade da praia. Era capaz de viver naquele silêncio.
Todos os anos por esta altura lembro-me de como é bom estarmos vivos.
É o efeito do cheiro do mar seco na pele.

Gosto desse silêncio :)
Enviar um comentário