Mel Com Cicuta 

Without the aid of prejudice and custom I should not be able to find my way across the room.

 

William Hazlitt  
      

   

« Home | Gostar de russos (Dostoievski, Turgueniev, Gógol, ... » | Mais uma ficha, mais uma volta. » | There is no modern romance » | E agora, caro leitor, depois de uma semana de mús... » | Também por ser Sexta-feira » | Então até Novembro » | Uma boa razão para estar vivo em 2007 » | SBSR - uma abordagem humanista » | Mais coisas boas » | Bandas sonoras adequadas para ver nascer o sol »

O Mel feito pelos seus leitores

No lançamento de um livro, entre outros bloggers, encontro alguém que tinha conhecido antes, num jantar, e que tinha ficado, nessa data, a saber que eu tinha um blogue. Cordato e cavalheiro (consideravelmente mais velho que eu ou as pessoas com quem, neste meio, normalmente me dou) aproximou-se esboçando um sorriso, disse que tinha vindo ler-me e que tinha achado muita graça ao registo da escrita. Acrescentou, com um esgar entre a cumplicidade e o paternalismo que tinha muita piada a forma como eu usava o blogue para “provocar os rapazes”. Entre o aturdido e o indignado, e porque o meu conviva estava, de facto, a tentar ser simpático, respondi com trivialidades e guinei a conversa para outras paragens. Quase um mês depois, continuo a recordar-me frequentemente daquela afirmação e não deixa de me espantar que o meu simpático conviva estivesse tão enganado quanto aos factos da vida. Meu caríssimo, se me está e ler, receba um abraço fraterno e a candura de um esclarecimento: a espécie evoluiu, mas não tenhamos grandes ilusões. Quando uma miúda quer “provocar os rapazes” não cita os clássicos russos, não se dá ao trabalho de construir aforismos e não perde horas em exercícios metafóricos. Limita-se a pôr o melhor decote que encontrar no roupeiro lá de casa e um par de sapatos muito altos. Mas obrigada na mesma. Acho.

E se a intelegência vier decotada, o sucesso estará relamente garantido!
O melhor é não querer provocar para não ter dores de cabeça! LOL <:D
Enviar um comentário